Todos os textos aqui postados podem ser compartilhados livremente, desde que sem alterações e citada a fonte.

© 2018 Dimas Barbosa Araujo

Quer falar comigo?

Fique à vontade. Faça de conta que a casa é sua.

Paulistano até o último fio de cabelo e brasileiro até a raiz.

Filho de pai nordestino e mãe quase mineira. Descendente de índios, portugueses, possivelmente holandeses (especula-se na família) e pela lógica, muito provavelmente de negros. Sinto muito orgulho dessa mistureba étnica.

Portanto, diferente dos paulistanos quatrocentões, sou uma espécie de vira-latas da pauliceia o que me permite uivar para a lua livremente quando ela resolve dar as caras entre as nuvens, luzes  e  lufadas de fumaça. Não, não abano o rabo, porque não faz o meu gênero e porque pega mal.  

Raridade, sou casado com a mesma mulher há 38 anos e, mais raridade ainda, sou apaixonado por ela até hoje e cada dia mais.

Tenho um filho, uma filha, dois netos, um gato e uma cadelinha (este de posse meramente virtual, mas são da família).

Leio, escrevo, fotografo e dou meus palpites; aliás este blog é para isso mesmo, dar palpites.

Não sou especializado em nada, só na vida, da qual sessenta e quatro anos já se passaram, sem que eu tivesse percebido.

A esquerda e a direita não me incomodam, o que incomoda é saber que ainda tem gente que acredite nessa divisão sem sentido. Agora, o radicalismo, a militância, a corrupção , a ma fé e a burrice me irritam muito. Você vai ler isso aqui.

Ah sim, sou cristão de formação católica romana, são-paulino e tenho sangue O+.